quarta, 18 de setembro de 2019

Notícias da ABA em Cannes

Sandra Martinelli, presidente executiva da Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), esteve em Cannes, na França, para acompanhar maior festival de comunicação e criatividade do mundo, o Cannes Lions 2015. “Aprendi, ouvi e convivi com gente muito bacana, entre novos amigos, associados da ABA, agências e veículos”, disse. Abaixo, você pode ver uma galeria com fotos enviadas por ela diretamente do badalado balneário francês.

O Brasil somou 108 Leões: 18 de ouro, 34 de prata, 55 de bronze, além de um Grand Prix inédito em Film, conquistado pela F/Nazca S&S. O filme “100”, produzido pela Stink para Leica, recebeu o prêmio na área de TV/Cinema, a mais tradicional de Cannes, e recebeu elogios do júri. Curioso? Clique aqui para ver o vídeo.

Segundo o Meio & Mensagem, as agências mais premiadas foram Ogilvy (seis ouros, cinco pratas e cinco bronzes) e F/Nazca S&S (um Grand Prix, três ouros, cinco pratas e cinco bronzes). Este ranking, porém, considera somente os Leões e não os finalistas — ou seja, tem critérios diferentes das regras oficiais do Agency of the Year.

Além da premiação, o festival Cannes Lions oferece uma série de atividades para os profissionais de comunicação. Na agenda, a tradicional revista “The Economist” promove uma série de painéis chamada “Wake up with The Economist“, até sábado, dia 27. A ideia é promover encontros com editores da publicação e representantes de anunciantes do mundo no lounge praiano The Cannes Lion Beach. Foram convidados executivos de marketing de empresas como Nestlé, Airbnb, Heineken e McDonald’s.

Na sexta, dia 26, o painel “Wake up with The Economist” teve participação brilhante da brasileira Beatriz Galloni, VP da MasterCard e diretora da ABA. Ela conversou com Daniel Franklin, Executive Editor da revista “The Economist”.

Um dos destaques entre os seminários foi a participação de Sean Rad, CEO e fundador do Tinder, aplicativo que soma oito bilhões de conexões no mundo. Ele foi entrevistado por Caroline Daniel, editora do Financial Times, e afirmou que um dos lemas do Tinder é conhecer o usuário. Rad contou que chega a interagir com usuários para saber o que acham do serviço. De acordo com ele, um usuário passa 11 minutos, em média, no aplicativo. São 16 mil interações por segundo!

O VP de Data Strategy do Twitter, Chris Moody, falou sobre como aumentar o engajamento dos consumidores e suas marcas. “Os consumidores pedem ajuda e se esforçam para se engajar com as marcas. Por que não participar dessa conversa?”, foi uma das questões colocadas. Ele citou campanhas “do bem” que tomaram força no Twitter, como o case #Speakbeautiful, uma parceria da rede social com a Dove, que encaminhava uma mensagem positiva toda vez que uma mulher falava mal de seu corpo.

O chief marketing and communications officer da Unilever Keith Weed conversou com 200 lideranças de empresas como Facebook, Google e WPP, para preparar sua apresentação para o Cannes Lions. Foram 221 minutos de gravação de conversas. Ele disse que há três desafios e áreas de foco em seu trabalho atualmente: a ideia, a confiança e a transformação. Ele apresentou trabalhos da Unilever que reforçam a necessidade de dar mais atenção a esses três itens.

De acordo com Weed, uma boa ideia segue liderando as estratégias de sucesso, mas é necessário aumentar a confiança entre todos os envolvidos em uma campanha — incluindo empresas e agências. Em relação à transformação, ele citou o projeto “Unilever Foundry”, por meio do qual a empresa está se aproximando de pessoas inovadoras.

Monica Lewinsky, ex-estagiária da Casa Branca, foi estrela em um painel sobre bullying e constrangimento on-line. Ela foi apresentada pela Ogilvy & Mather. Monica ficou famosa por ter tido um caso com o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton. Para fugir do assédio, ela mudou para Londres, onde concluiu um mestrado em psicologia social. Recentemente, voltou para os Estados Unidos e está ministrando palestras contra o cyberbullying. Agora, tornou-se embaixadora da organização anti-bullying Bystander Revolution.

Uma das palavras mais repetidas durante todo o festival foi “disruption”. O termo é usado para indicar uma grande inovação — algo tão novo e diferenciado que acaba gerando mudanças no mercado. No sábado, dia 27,  pela manhã, eventos falaram sobre “disruption”. Uma das conclusões é que, trabalhando juntos, agências e anunciantes podem atingir esse objetivo.

Sandra Martinelli destacou uma das falas do CEO da Dentsu, Jerry Buhlmann: “A diferença das grandes pessoas está na proatividade”. Você já pensou sobre isso?

Você encontra informações atualizadas de Cannes nos nossos parceiros de mídia Adnews (link) e Meio e Mensagem (link).

O Propmark lançou um hotsite especial para a cobertura de Cannes Lions 2015. Clique aqui para acompanhar as notícias.

Clique aqui para ver a programação oficial do evento (em inglês).

ABA NAS REDES SOCIAIS

Revistas

Confira as outras edições aqui!

Avenida Paulista, 2073, 14º andar, conjunto 1403 – Edifício Horsa II – Conjunto Nacional
© 2019 ABA - Associação Brasileira de Anunciantes by Pragma